Você está em: Página Inicial > Cotidiano
Prestes a inaugurar, Hospital Regional de Toledo será alvo de CPI
Cinco representantes devem se reunir na próxima semana para definir o presidente e o relator da CPI
Por Catve | Postado em: 04/05/2018 - 18:19

Publicidade
Publicidade
Publicidade

R$ 16 milhões investidos em uma obra que se arrastou por anos e que agora é alvo de investigação por irregularidades. No Hospital Regional de Toledo, que ainda nem foi aberto à população, as macas não passam pelas portas e não há climatização. 

Foram seis anos até a conclusão, e agora, prestes a inaugurar, a obra do Hospital Regional de Toledo será alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. O requerimento assinado esta semana por 16 dos 19 vereadores da cidade quer esclarecer as possíveis irregularidades no processo de construção e prejuízo aos cofres públicos.

Nós procuramos os parlamentares que não assinaram o documento para também comentarem a CPI. Fomos informados que a vereadora, Marli Zanetti está de atestado médico já Olinda Fiorentin estava em agenda externa e não retornou nossas ligações. Leoclides Bisognim com quem conversamos esclareceu:

Cada bloco da Câmara indicou um vereador para formar a comissão especial. Os cinco representantes devem se reunir na próxima semana para definir o presidente e o relator da CPI.

Com convênio assinado em 2010 e obras iniciadas em 2012, a construção do Hospital Regional de Toledo se transformou em um jogo de empurra, empurra. Com a justificativa da inconformidade dos projetos complementares ao projeto arquitetônico aprovado pela Anvisa a construtora solicitou no decorrer da obra dois aditivos, que somaram quase três milhões de reais.

Agora, já entregue uma vistoria no local realizada recentemente pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, que fará a gestão, apontou uma série de problemas. Inclusive, de materiais inferiores utilizados e serviços contratados, mas não executados pela construtora.

ATUALIZAÇÃO
Posteriormente ao fechamento desta reportagem, a vereadora Olinda Fiorentin entrou em contato com a reportagem e informou que não pôde atender a ligação no momento, "pois estava em atividade externa, fiscalizando uma obra no Jardim Coopagro, que será tema de divulgação nas próximas horas".

Sobre o requerimento, a vereadora "afirma que estranhamente em momento algum foi procurada pela autora do documento, que, aliás, é integrante do bloco parlamentar Por Um Toledo Melhor, da qual ela faz parte.

Já sobre a CPI, a vereadora reitera sua posição dita na tribuna durante a última sessão ordinária da Câmara: "Sou totalmente a favor de toda e qualquer investigação, ainda mais numa área da qual eu sou presidente da Comissão de Saúde, Seguridade Social e Cidadania na Câmara. Se tivessem me procurado eu assinaria com certeza este Requerimento para criação dessa CPI que deve ir a fundo e investigar tudo deste a primeira cavada que deu início aquela obra".

Portal Nova Santa Rosa
Tecnologia e desenvolvimento