Você está em: Página Inicial > Policial
Desaparecimento de João Marcos Sena, em Toledo, é tratado como latrocínio
De acordo com o delegado Ilso Campaner, o crime aconteceu na casa da vítima.
Por Catve | Postado em: 19/04/2018 - 17:41

Publicidade
Publicidade

A Polícia Civil de Toledo elucidou o desaparecimento de João Marcos Sena, de 34 anos. Apesar de o corpo do homem ainda não ter sido localizado pelo Corpo de Bombeiros, as equipes de investigação já identificaram e prenderam dois suspeitos do crime e esclareceram a motivação da morte, que é tratada como latrocínio.

De acordo com o delegado Ilso Campaner, o crime aconteceu na casa da vítima. João Marcos estava na companhia dos dois autores quando houve um desentedimento com um deles, enquanto o outro estava no banheiro.

Em depoimento, o suspeito relatou que a vítima teve uma "iniciativa sexual", tentando abraça-lo e beija-lo, o que teria motivado a agressão.

Ainda conforme relatos de um dos autores, João Marcos caiu inconsciente e começou a sangrar. Foi aí que ele e o comparsa tomaram a decisão de amarrar o homem.

Em seguida, a vítima foi colocada em seu veículo, junto a uma televisão, um notebook e um celular, que, posteriormente foi trocado por drogas. Eles seguiram até as margens do Rio São Francisco, onde desovaram o homem. Os suspeitos, no entanto, não sabiam se João ainda estava com vida.

No depoimento, a dupla contou que, enquanto retornava para a cidade, o veículo da vítima parou de funcionar. Eles, então, decidiram atear fogo no carro, com a TV e o notebook dentro.

Segundo o delegado, a dupla será indiciada pelos crimes de latrocínio - roubo seguido de morte - e ocultação de cadáver. A pena máxima somada dos dois delitos pode chegar a 33 anos.

Eles foram encaminhados à carceragem da 20ª SDP (Subdivisão Policial), onde ficam à disposição da Justiça.

Portal Nova Santa Rosa
Tecnologia e desenvolvimento