Você está em: Página Inicial > Policial
Candidato a deputado estadual pelo PT leva dois tiros de borracha da Guarda Municipal
Na rede social Facebook, o candidato mostrou por meio de uma live o momento em que estava no camburão da Guarda Municipal
Por Banda B | Postado em: 10/09/2018 - 15:14

Publicidade
Publicidade

O candidato a deputado estadual pelo PT (Partido dos Trabalhadores), Renato Almeida Freitas Junior, levou dois tiros de bala de borracha na Praça do Gaúcho, no bairro São Francisco, em Curitiba, na noite deste domingo (9). Renato, que é advogado, alega que fazia panfletagem no local quando recebeu a ordem para sair do lugar, porém afirmou que não o faria, já que teria direito de estar ali. Neste momento, segundo ele, os disparos teriam acontecido.

Na rede social Facebook, o candidato mostrou por meio de uma live o momento em que estava no camburão da Guarda Municipal, sendo levado ao Hospital Cajuru com ferimentos na mão e nas costas. Na manhã desta segunda-feira (10), o vídeo já não estava mais disponível para ser visto. Por sua vez, a GM informou que foi chamada para conter perturbação de sossego e precisou usar uma arma não letal, já que o grupo desacatou a equipe.

Problemas anteriores

De acordo com a Guarda Municipal (GM), além de envolvimento anterior em um caso com a Polícia Militar (PM), Almeida Freitas já havia sido detido pela GM em agosto de 2016, quando candidato a vereador, por desacato e perturbação de sossego. Ele estava no Largo da Ordem ouvindo música em volume alto e teria desacatado agentes.

Confira a nota da GM

A Guarda Municipal foi acionada por moradores do entorno da Praça do Gaúcho, por volta das 19 horas deste domingo (9), que reclamavam de pessoas fazendo racha de veículos, consumindo droga e promovendo perturbação do sossego em espaço público.

A Guarda Municipal atendeu ao chamado e precisou usar arma não letal (com bala de borracha) para conter o grupo e para reestabelecer a ordem no local.

Renato Almeida Freitas Junior, que é candidato a deputado estadual, estava no grupo que avançou contra os seis guardas municipais e acabou ferido na mão e nas costas. Ele foi encaminhado para atendimento médico no Hospital Cajuru. Após a liberação médica, será levado à Central de Flagrantes, onde será feito o registro do caso.

Nota PT

O PT também enviou uma nota sobre o caso:

Nesta noite de domingo, 09, o candidato a deputado pelo PT Paraná, Renato Almeida Freitas, fazia panfletagem no centro de Curitiba e foi agredido pela Guarda Municipal que o atacou com balas de borracha e o levou preso. Nenhum motivo para a prisão e nem para a violência policial.

Da mesma forma, no dia 07, durante o desfile cívico, Edna Dantas, candidata a deputada estadual pelo PT-PR, realizava manifestação em prol da libertação do presidente Lula junto a outros militantes do partido e foram agredidos e detidos pela Polícia.

Nos dois casos, a única explicação para a perseguição é que ambos são negros, do PT e dos movimentos sociais. O que estamos vendo é uma assustadora onda crescente de violência e perseguição a quem se manifesta e luta a favor dos oprimidos.

Não houve nenhuma preocupação com os ônibus da Caravana do Presidente Lula que giram alvejados, estamos há seis meses sem saber quem matou Marielle e ainda o judiciário determina que não podemos nos manifestar em apoio a Lula.

Estive hoje acompanhando, logo que soube, o desenrolar da prisão arbitrária do Renato. Como estarei solicitando desde já apuração sobre desvio de função policial em ambos os casos.

Estou ao lado da Democracia e, portanto, lutando contra o estado de exceção que vivemos. Basta de perseguição! Basta de violência!

Últimas Notícias
Policial 22 Out às 15:21
Sandro Alves Cassandro, conhecido como "Catatau" está desaparecido desde o dia 15 de outubro, em Toledo
Policial 22 Out às 09:56
A moto estava coberta com galhos
Policial 22 Out às 08:33
A vítima foi atingida com golpes de taco, como também chutes e socos
Policial 22 Out às 07:43
O pai é suspeito
Policial 22 Out às 06:30
Houve uma briga generalizada
Policial 21 Out às 22:36
Os três fugiram em direção ao bairro Augusto
Portal Nova Santa Rosa
Tecnologia e desenvolvimento